Como Escolher as Melhores Palavras Chave

Como escolher as melhores palavras chave

Muita gente ainda tem dificuldades de como escolher as melhores palavras chave no Google AdWords. Afinal, isso envolve alguns fatores que, quando não pensados, podem gerar resultados insatisfatórios.

Desse modo, se você quer conhecer um pouco mais sobre as estratégias de escolha, acompanhe o nosso artigo e tire todas as suas dúvidas.

 

A importância da pesquisa de palavras chave

Primeiramente, é importante você compreender a real importância de fazer uma boa pesquisa de palavra chave. Afinal, somente assim você poderá partir para a prática de uma forma mais consciente. Sendo assim, pare e pense sobre as suas experiências com os buscadores: o que acontece quando você tem alguma dúvida?

É simples, você vai até o Google pesquisa, digita a palavra chave que está “lhe causando um problema”, e aguarda os resultados. Nesses resultados, o que acontece? O Google tentará lhe entregar o máximo possível de informações sólidas e consistentes.

Ou seja, apenas os melhores e mais preparados conteúdos chegarão às primeiras páginas de pesquisa orgânica.

Mas, voltando ao foco da palavra chave em si, apenas aquele conteúdo que realmente responder ao problema daquela palavra é que poderá subir no ranking de pesquisas. O Google utiliza essas palavras para melhor atender o usuário em seu questionamento.

No entanto, a importância de pesquisar as melhores palavras chave circunda o fato de quê: você sabendo o que está sendo pesquisado, torna-se mais fácil criar um conteúdo para ser uma solução para aquela pesquisa de fato. Porém, não é “simplesmente” utilizar a palavra com maior volume. É preciso estudá-la, e é preciso conhecer os seus concorrentes.

Sendo assim, o seu blog ou site poderá realmente fazer parte dos resultados relevantes do Google. Posicionando o seu portal como prioridade.

Agora que você já sabe porque que é importante conhecer a fundo cada palavra chave utilizada em seu conteúdo, vamos lhe ensinar a melhor forma de encontrá-las:

Como escolher as melhores palavras chaves

A pesquisa das palavras chaves é importante tanto para o tráfego pago, quanto para o orgânico. Abaixo salientamos os pontos que envolvem os anúncios no Google:

Entendendo o volume de pesquisas

O primeiro e mais importante passo para escolher as melhores palavras chave é compreender o volume de pesquisa das mesmas. Considerando que existem dois tipos de palavras, que são:

  • Head keywords: Essas são as “palavras chaves curtas”, ou seja, as mais genéricas, com menos de três palavras na pesquisa. No entanto, normalmente são as que somam o maior número de buscas mensais. E isso significa sucesso? Nem sempre. As palavras curtas podem significar maior concorrência, maior valor de investimento de CPC (custo por clique) e, consequentemente, o rendimento não será como o esperado. É claro que sua página receberá visitas, mas você pode estar pagando caro por algo muito genérico. Pois lembre-se: se uma pessoa pesquisa a palavra “suco”, qual a chance de ela estar querendo comprar um suco? Ou fazer um suco? Ou querendo conhecer os benefícios de um suco? Pois é. Desse modo, a segmentação pode ficar ampla, principalmente quando se está começando no mundo dos anúncios no AdWords.
  • Long tail: O segundo grupo de palavras chaves é caracterizado pelas “long tail”. Ou seja, as palavras mais longas e com um volume de pesquisa menor. E, quanto menos pesquisa, menos positiva é a palavra? Nem sempre. Como mencionamos acima, as palavras curtas podem tornar o conteúdo muito genérico, e talvez você atinja as pessoas erradas. Quanto às palavras mais especificadas, o conteúdo atinge uma segmentação mais eficiente e melhor. Afinal, aqui as pessoas poderão pesquisar “quero comprar suco” e chegar exatamente nesse conteúdo, que você produziu.

Em suma, quer dizer que uma palavra é melhor que a outra? Não! Quer dizer que você precisa reconhecer o objetivo do seu conteúdo! Quem você quer impactar? De que forma? Quando? Por quê? Todas essas questões devem ser respondidas a fim de planejar as escolhas a partir do volume de pesquisas mensais.

Somente lembre-se de que as head keywords são mais amplas, enquanto que as long tail são mais específicas. Assim, se o seu conteúdo é amplo (exemplo: emagrecer), pode sim se engajar em palavras menores. Mas, se o seu conteúdo é mais específico (exemplo: como preparar um bolo de milho), vale repensar o volume de pesquisas de acordo com a palavra.

Podemos destacar ainda que, tanto em tráfego pago quanto no orgânico, é sempre interessante intercalar os dois tipos de palavras chaves. Assim você estará alimentando o seu blog com conteúdos diversos, mas sem perder a “essência” inicial. E, desse modo, as suas produções ficam “equilibradas”, gerando um melhor posicionamento orgânico no Google.

Entendendo a concorrência

Agora que você já pode compreender o volume de pesquisas e os tipos de palavras chave, o segundo passo é decifrar a concorrência.

Sendo assim, é importante você se atentar ao próprio planejador de palavras chaves do Google e compreender as informações que o mesmo lhe traz. Lá você poderá ter uma consciência de qual é a concorrência para com o seu conteúdo, através do custo de cada palavra chave.

Lembre-se que, normalmente, quanto maior a concorrência, maior o valor do CPC. E assim, você deverá planejar um orçamento que lhe seja interessante para investir no seu anúncio.

Nesse momento percebe-se a importância das palavras long tail: elas têm menos pesquisa e, na sua grande maioria, menos concorrência. Como consequência, você pode conquistar um anúncio com um valor de CPC baixo, que lhe gere mais tráfego do que uma palavra com volume alto e CPC caro.

Ou seja, nesse caso, nem sempre o ditado “o barato sai caro” irá fazer sentido. Porém, também não dá para investir apenas em palavras com 100 pesquisas mensais, ok? A não ser que você não se importe de esperar muitos anos para o seu conteúdo crescer expressivamente.

Desse modo, observe os seguintes fatores:

  • Concorrência vs. volume de pesquisa: O volume de pesquisas é alto, mas, o valor da CPC passa de R$10,00? Pare e pense: realmente vale à pena investir tão alto para um tráfego que, muitas vezes, nem será uma conversão? Ou então, investir em uma concorrência mais baixa (ou média), com um valor mais razoável, não será uma chance de maiores conversões no seu conteúdo?
  • O que vale é o equilíbrio: Em suma, o que valerá de fato é o equilíbrio! Um preço que cabe no seu orçamento e uma palavra que caiba em um volume legal, poderá gerar resultados mais satisfatórios para você do que investir em algo caro, que seja muito, digamos “Maria vai com as outras”. Lembre-se: especificar o seu conteúdo segmenta melhor a sua produção. Desse modo, as suas soluções serão entregues para pessoas específicas e pertinentes ao seu negócio.

Qual a sua intenção?

Já falamos sobre tamanho, volume e concorrência da palavra chave. Mas, ainda de fato torna-se um pouco difícil pensar no termo em si que será escolhido. Para isso, você precisa responder uma pergunta muito importante: qual a sua intenção?

Afinal, existem sempre dois caminhos a serem seguidos a partir dos anúncios no Google AdWords. E você deverá escolher entre um deles, que são:

  1. Intenção de venda: Aqui é quando você realmente quer que o clique no seu conteúdo se converta em uma venda. Ou seja, você está anunciando para vender a sua solução. Termos que iniciem com as palavras “como fazer”, “onde encontrar”, “onde comprar”, etc. poderão lhe ajudar nessa escolha. Em suma, nesta intenção encaixamos o fundo do funil: onde o usuário entra no seu site para adquirir diretamente algum produto, a fim de fazer uma compra.
  2. Intenção de autoridade: Quando falamos de autoridade, estamos falando de gerar credibilidade para o seu conteúdo. Aqui você apenas divulgará a sua solução. É o primeiro estágio do funil de vendas, onde você gera empatia na pessoa que lê o seu conteúdo, e a mesma torna-se uma “consumidora” das suas produções. Mais tarde, será possível convertê-la para uma venda também.

Invista no Google AdWords e gere tráfego para o seu negócio

Agora que você já sabe como escolher as melhores palavras chaves, é hora de pôr a mão na massa e buscar os resultados para o seu negócio. 

Achou muito complicado? Quer ajuda para configurar a melhor campanha para o seu negócio?

Nossos especialistas estão a disposição. Entre em contato

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *